Notícias
28/02/2018
Atendimento no comércio de Videira é tema de reunião da diretoria da CDL
  • A qualidade no atendimento do comércio de Videira foi tema da reunião mensal da diretoria da entidade na segunda-feira (26). Comandada pelo presidente da entidade, José das Neves Olivo, o assunto virou pauta após a reclamação de uma consumidora sobre o atendimento que teria recebido. “O bom atendimento é o principal ingrediente de qualquer segmento, por isso, todos os anos a CDL investe no oferecimento de cursos e workshops para os associados e seus colaboradores. Como entidade, temos feito esse esforço e vamos investir ainda mais nesse ano”, disse Olivo.

    Para a diretoria, na atualidade, quando a concorrência está acirrada tanto pelas lojas físicas quanto pelas virtuais, a atenção dos empresários deve ser intensificada, seja enviando todo o quadro funcional para participar dos cursos oferecidos pela CDL, ou investindo em capacitação especializada para os segmentos que atuam. “A menos que seu produto ou serviço seja único no mercado você precisa procurar por uma vantagem ou diferencial, alguma coisa que faça com que você se mantenha a frente de seus concorrentes. E o segredo pode estar exatamente no atendimento qualificado, por isso, a CDL como entidade representativa quer chamar a atenção de seus associados para essa questão programando novos treinamentos para 2018”.

    Outro tema abordado na reunião da diretoria foi o horário de atendimento do comércio em feriados, pontos facultativos e fins de semana. Para alguns consumidores, após a Prefeitura aprovar a Lei Complementar nº 189, em outubro do ano passado, o horário de abertura do comércio nessas datas específicas ficou confusa, já que a partir da aprovação da lei, cada lojista tem liberdade para abrir a loja no horário e no dia que bem entender, desde que cumpra as leis trabalhistas. “Compreendemos que o consumidor está tendo dificuldade em saber se sua loja preferida está aberta ou não nessas datas especiais. Ocorre que a CDL não tem autoridade para regulamentar horários e datas específicas, isso porque, a lei municipal permite essa flexibilização”, explica o presidente complementando. “Houve esse desencontro neste ano, porque a lei é nova, no entanto, acredito que nos próximos anos a tendência é as próprias lojas se organizarem, com base nos dados que puderem registrar em 2018. Além disso, é uma tendência ampliar os horários”.

    Segundo ele, em assembleia realizada no mês de janeiro, os lojistas definiram que, oficialmente para os associados, e para fins de divulgação por parte da CDL, as únicas datas específicas regulamentadas pela entidade são os sábados D que acontecem nos dois primeiros sábados de todos os meses, com lojas abertas das 8h30 as 12h e das 13h30 as 16h. Nos demais dias cada lojista tem liberdade para abrir ou não. “Nossa sugestão é que cada lojista que for fazer horário diferenciado invista na divulgação de sua loja, pois entendemos que essa é uma informação que deverá ser suprida pela própria loja, já que a CDL apenas comunica de forma geral para todos os associados e não isoladamente”.

    Silvia Palma
    Assessoria de Imprensa
    Copyright © 2013 CDL Videira - Todos os direitos reservados | Webmail - Acesso Restrito